Qual é o seu ciclo?

Ciclo obrigatório da vida.

Cada ser humano vive um ciclo, que eu chamo de “Ciclo” mesmo. É um passeio entre o sucesso e a decadência, esse é um processo natural que eu chamo de “Processo Natural” também.

Talvez você perceba que esse ciclo na sua vida dura 1 ano, 6 meses, 10 anos ou 1 semana, como geralmente é o meu caso, não estou fazendo referência a ter um dia triste, pra baixo, um dia mau, estou falando sobre o ciclo dos seus planos de vida, objetivos pessoais, projetos concretos e principalmente, eu disse principalmente suas lutas contra você mesmo.

Qual é o seu gigante hoje?
O que você realmente quer superar?
O que sua boca fala?
O que seus olhos veem?
O que seu pensamento deseja?
Seu comportamento?

# Seus objetivos tem que ter um nome
# Você tem que lembrar deles todos os dias.

Uma boa comparação é o atleta corredor, quando ele começa uma corrida de maratona, ele tem equilíbrio, fôlego e foco suficiente para desviar de algum buraco, se equilibrar, pegar um copo d’água de alguém na calçada, abrir e beber sem deixar de olhar pra frente e se por acaso ele tropeçar, ele rapidamente retoma a posição e corre atras dos segundos perdidos mas quando esse corredor alcança 2, 3, 5 horas correndo os sentidos começam a se perder, o equilíbrio não é mais o mesmo e abrir um copo d’água enquanto corre se torna um sacrifício, o fôlego já esta nas últimas e o foco agora parece embaçado.

Sei que, como eu, muitas pessoas estão numa corrida com objetivo bem fixado, mas e quando chegamos nesse momento em que todo aquele preparo de domingo à noite no culto parece ter sumido na quarta-feira de noite? Ou aquela conversa maravilhosa e esclarecedora sobre “algo” que você teve com uma amiga parece não fazer sentido diante desse “algo” que conversou?

Um corredor de maratona senta no banco da praça para tomar um ar? Ele pega carona na moto dos seguranças do evento ou corta caminho pela praça? Qual é o segredo de renovar o fôlego, o equilíbrio e o foco sem parar a corrida? Esse é o desafio.

O ciclo no qual estou falando é esse momento, parece que entre a certeza de uma vitória e a vergonha de uma derrota esta separada na sua vida por 1 semana, parece tudo igual, a mesma coisa acontecendo de novo, talvez seja de ano em ano que você se encontra na mesma situação, qual o nosso desafio? Aumentar cada vez mais esse intervalo.

Eu acredito que a única forma de retomar o fôlego sem parar a corrida é fazer como fazemos com a geladeira da nossa casa, quando ela chega da loja novinha, ela esta desligada, então você liga, ela resfria e você guarda o que precisa dentro dela, depois que ela esta bem gelada, o congelador congelando os nuggets o que você faz? Tira ela da tomada né? Afinal, ela já esta resfriando e conservando os alimentos, né? Não? Ué, se ela já funcionou, já esta gelando o leite, a cebola e o tomate, porque manter na tomada?

Pois é, quando desligamos nossa vida da tomada, temos resistência para mais algumas horas, dias ou com sorte semanas, mas logo a vista vai ficar embaçada e você vai ver a distância do “Eu posso vencer” e do “Perdi de novo” ficando cada vez mais rápido.

Agora, sem fazer referência ao “Jardineiro é Jesus e as árvores somos nozes” eu diria com toda a certeza da metáfora, Jesus é a fonte contínua dessa força, energia, certeza, segurança, proteção, direção, conhecimento, sabedoria que nós precisamos.

Se você leu até aqui comente algo que você guarda na geladeira.

Um texto que era pra ter 4 linhas virou esse monólogo mas tudo isso pra esclarecer pra mim mesmo que se quero continuar funcionando, não posso me desligar da fonte, Jesus.

Anúncios

LUCAS SOUZA – MÚSICA #2 / Como um Rio

Sobre ‪#‎Música‬ #2

Após o fim do Lucas Souza e Banda eu iniciei uma sequência de comentários sobre as músicas dele, que são pra mim, fonte de inspiração.

– – –
Como um Rio
(Lucas Souza)

Reconheço o teu sacrifício
O preço pago com teu sangue por mim
Tua majestade como um rio
Lava-me e leva-me ao pé da cruz

Dolorosamente me doaste o amor
Teu amor como um rio
Teu amor me lavou

Quem é como tu?
Quem me ama como tu?
Teu amor como um rio

Quem me fala como tu?
Quem me enche como tu?
Teu amor como um rio

Quem me toca como tu?
Quem me aquece como tu?
Teu amor como um rio

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

Há várias interpretações religiosas sobre o acesso do homem à salvação, algumas afirmam que você foi ou não escolhido para a salvação, outras dizem que se você não trabalhar pelo próximo, não ajudar um irmão, não servir, não alcançará a salvação e outros afirmam, é a que eu mais me identifico mesmo todas as formas terem suas bases bíblicas, que se você não responder positivamente ao encontro com Deus e reconhece-Lo como seu senhor e salvador, nunca alcançará a salvação eterna, vida eterna.

Há outras discussões agora em como se mantém a salvação alcançada em atividade, essa preocupação não inclui aqueles que defendem a predestinação, afinal, você nunca se desviará do caminho que Deus já predestinou para ser caminhado, mas para quem diz SIM à Jesus, pode voltar a dizer não de alguma forma? Enfim, esse é outro assunto.

Na música Como um Rio, Lucas começa como numa oração de arrependimento e encontro da salvação, como aconteceu com o guarda da prisão de Paulo e Silas “Creia no senhor Jesus e será salvo” – A música sem delongas reconhece Jesus com senhor e salvador nos colocando sob o seu plano de salvação.

Reconheço o teu sacrifício / O preço pago com teu sangue por mim / Tua majestade como um rio / Lava-me e leva-me ao pé da cruz / Dolorosamente me doaste o amor / Teu amor como um rio / Teu amor me lavou

Eu particularmente acredito que não há manutenção da salvação, mas o que há é manutenção da SUA posição em relação à Deus, como na casa do Zaqueu Jesus disse: “Hoje chegou salvação na sua casa” e eu acredito que uma coisa que chega, pode ir embora, ela chegou por uma posição de Zaqueu, quando decidiu voltar atras dos seus erros, mas caso sua posição em elação à Deus mude, o que impediria de Jesus dizer “Hoje foi embora a salvação dessa casa” ?

Reconhecer o sacrifício de Jesus não é só saber que ele se entregou, como uma troca de reféns nesses filmes policiais, mas ele se entregou da pior maneira que alguém poderias e entregar, e não era apenas se entregar aos guardas, ao povo, ao rei, era se entregar à morte, Ele foi ao encontro da morte, e como sabemos, ela não conseguiu vence-Lo, apesar de ter sido dolorosamente morto com a morte de cruz ele ressurgiu (atenção, ele não reencarnou, ele ressuscitou) e por isso um caminho foi aberto à todos que por ele quiserem passar, reconhecendo-O como Salvador, como acontece no primeiro verso da música.

Daí em diante ele compara Jesus como um rio, assim como Ezequiel viu o “Rio que fluía sob o trono” e na minha humilde compreensão, é a revelação da vida de Jesus restaurando e transformando tudo por onde passa.

No refrão ele simboliza um rio, mas um rio não ama, um rio não fala nem enche, ele não toca e muito menos aquece, mas Jesus como um rio sim, ele é a soma perfeita que nos completa, como eu já disse anos atras aqui no meu blog ( https://atraidopeloamor.wordpress.com ) Ele é o que precisa ser para se encaixar no espaço que tem no nosso coração, se é amor, se é um toque, se é um vazio, se é um frio, enfim… Não que ele esteja ao nosso dispor SE moldando às nossas necessidades mesquinhas, mas ele nos completa e como diz a primeira música que eu comentei dele “Tudo de Jesus é mais que o bastante”

Como é profundo quando se para para analisar algo assim, é bão demais repensar coisas que são cantadas de uma forma tão automática que deveria ser proibido!