#Cristão #Dever #TemComida?

 

Essa foi a nossa célula hoje, dia 04.07.12.

A célula se baseou em basicamente 2 momentos da minha semana:

1 – Culto Dunamis (www.idunamis.org) onde o assunto foi o papel da Igreja, o papel do Cristão!

2 – Um homem pedindo alimento na minha rua.

Eu quero ser “breve” sobre esse ponto número 2.

Essa semana eu estava dentro do meu carro, na rua, enfrente ao meu portão enquanto o Lucas pegava a minha carteira dentro de casa (claro que tinha esquecido de pegar). Enquanto eu esperava eu vi um homem, de aproximadamente 34 anos, blusa e calça ralada, suja, chinelo batido e um olhar muito triste. Ele pedia alimento na casa em frente a minha e quando me viu no carro me acenou.

Eu vi o aceno e logo abri a porta do carro, fiquei de pé, de frente com ele e disse:

– Boa Noite Tudo bem!?
– Tudo senhor, eu queria pedir uma ajuda, alimento, eu preciso mesmo…
– Tudo bem, só um minuto

Nesse segundo o Lucas chegou com a carteira e eu pedi para ver se tinha algum alimento para entregar. Eu sou ruim de memória, mas a nossa rápida conversa foi mais ou menos assim:

– Obrigado mesmo viu senhor (Sim, ele me chamava de senhor)

– Por nada, aliás, isso é pouco… Posso Orar por você!?

– Sim, pode sim senhor.

– “… Oração …”

Depois da rápida Oração ele abriu os olhos e sorriu meio envergonhado e continuamos a conversa:

– Poxa, o senhor foi muito legal de ter saído do carro pra falar comigo.

– Porque? Não seria normal assim? Nós não somos iguais? Eu acho que somos iguais!

– Você tem uma educação muito boa, ninguém trata a gente assim!

Nessa hora o lucas chegou com o Arroz e com a sacola que tinha voltado pra pegar. Dei o arroz pra ele e disse:

– Você vai fazer essa comida, comer e pronto, ele acabou. Esse alimento é passageiro, humano! Jesus é e tem um alimento vivo, eterno. Não se contente com o arroz que recebe agora!

– Eu sou conhecedor da palavra sabia? Em mateus 11:28 diz para irmos até Deus que ele nos aliviaria!

– E qual tem sido sua dificuldade?

– Tempo né, a vida é difícil.

– Fácil é encontrar motivos para não buscar a Deus, isso é fácil!

– Obrigado mesmo senhor, eu vou voltar pra Deus sim! Obrigado!

Então eu dei um abraço nele e ele agradeceu finalizando:

– Poxa, depois desse abraço vou pra casa, eu ia dar a volta no bairro mas agora não vou mais, o senhor foi muito legal comigo. Obrigado mesmo.

Essa conversa com ele me tocou no centro da questão do cristianismo:

Ele é simples ou técnico demais?
Ele é distante ou próximo?

Lendo essa conversa eu penso em como seria analisado por tantos:

  • Pelo falso cristão: “Que mendigo chato, você devia ter tomado cuidado, eles são perigosos”
  • Pelo cristão da prosperidade: “Você nem cobrou oferta de sacrifício? Nem oferta pra emprego?
  • Pelo cristão de quantidade: “Você deu o endereço da nossa Igreja? Ele tem que ir pra la, se ele levar a família serão uns 12 ou 15, eles são muitos mesmo”
  • Pelo cristão de si mesmo: “Bom, é só mais um que entra pra minha lista de orações, glória a mim”

. . .

Enfim, com base em todo esse pensamento, na nossa célula nos baseamos em Mateus 7:1-5 (Versão  “A mensagem”):

Não bombardeiem de críticas as pessoas quando elas cometem um erro, a menos que vocês queiram receber o mesmo tratamento. O espírito crítico é como um bumerangue. É fácil de ver uma mancha no rosto no próximo e esquecer-se do feio riso de escárnio no próprio rosto. Vocês tem o cinismo de dizer: “Deixe-me limpar o seu rosto”, quando o rosto de vocês está distorcido pelo desprezo? Isso também é teatro, é fazer o jogo do “Sou mais santo que você”, em vez de simplesmente viver a vida. Tire o cinismo do seu rosto e, então, poderá oferecer uma toalha para que ele também limpe o rosto.

E aproveitando o versículo dito pelo homem em minha rua, Mateus 11:28 (Versão “A Mensagem”)

Vocês estão cansados, enfastiados da religião? Venham a mim! Andem comigo e irão recuperar a vida. Vou ensinalos a ter descanso verdaderro, Caminhyem e trabalhem comigho! Observem como eu faço! Aprendam os rimot slivres da graça! Nao vou impor a vocês nada que seja muito pesado ou complicado demais. Sejam meus companheiros e aprenderão a viver com liberdade e leveza.

E assim conversamos sobre a cobrança, religiosidade, limites e controle que os cristãos querem colocar sobre os seus “liderados”. Esse não é o nosso papel, não foi o papel de Jesus e não será o meu!

Obrigado por quem esteve presente, não é fácil mas é compensador!

Que o Pai te abençoe!

Phil

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s