Meditação Isaias 54 e 55

Não é de hoje que eu falo e não fui eu quem inventou esse “chavão”, mas a verdade é: O meu maior inimigo sou eu mesmo!

Essa frase se explica quando entendemos que o inimigo é legalista e por não ter autoridade legal definitiva sobre nós, ele precisa de permissão, e em outras palavras, convite para agir na nossa vida, casa, cidade, estado, país, continente, mundo. Eu cheguei a uma conclusão com o livro “A Cabana”, que o mal que vivemos em muitos casos foram criados por nós mesmos e Deus não participou disso, por isso inclusive, Ele não pode ser culpado. Quando aceitamos o mal em nossas gerações, não vemos isso como um ataque contra nós mesmos. Creio ter sido o caso do assassino de Missy, filha de Mack, encontrada morta na cabana, ele é resultado do que a sociedade constrói através da educação, psicologia, família, economia etc.

Estamos constantemente encontrando falhas em nossas vidas, mas nem todos buscam corrigí-las, eu quero fazer parte dos que buscam se aperfeiçoar em Deus. Pensando nisso hoje, abri a bíblia do celular e comecei a ler esses capítulos que inclusive ja estavam marcado desde a última leitura em Isaias 55:5.

Cada versículo desses dois capítulos são tão ricos que seria difícil ser breve na meditação, o que torna essa leitura cansativa (coisa que eu entendo), mas garanto que escrever é emocionante e pensar nessa palavra como ago dito por Deus para nós, torna essa experiência de meditação ainda melhor.

Não sei ainda como quero fazer, estou no meio da aula, pensando em milhoes de coisas esperando uma idéia de como fazer, de algumas palavras para outras o intervalo chega a 5 minutos, rs. Bom, vou levar essa meditação em partes para cada POST do blog, quero me dedicar a enriquecer o meu espírito da palavra da vida.

Sei que deveria ser muito mais breve que isso em um blog comum, mas ja que estamos aqui, leia os versículos abaixo e ao longo dos dias vou meditando sobre eles e trazendo o conhecimento que tenho buscado de Deus pra ser o Adorador, O Servo, O Filho, O Amigo … Que eler que de mim!

ISAIAS 54:

1      Canta alegremente, ó estéril, que não deste à luz; rompe em cântico, e exclama com alegria, tu que não tiveste dores de parto; porque mais são os filhos da mulher solitária, do que os filhos da casada, diz o SENHOR.

2     Amplia o lugar da tua tenda, e estendam-se as cortinas das tuas habitações; não o impeças; alonga as tuas cordas, e fixa bem as tuas estacas.
3     Porque transbordarás para a direita e para a esquerda; e a tua descendência possuirá os gentios e fará que sejam habitadas as cidades assoladas.

4     Não temas, porque não serás envergonhada; e não te envergonhes, porque não serás humilhada; antes te esquecerás da vergonha da tua mocidade, e não te lembrarás mais do opróbrio da tua viuvez.
5     Porque o teu Criador é o teu marido; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra.

6     Porque o SENHOR te chamou como a mulher desamparada e triste de espírito; como a mulher da mocidade, que fora desprezada, diz o teu Deus.
7     Por um breve momento te deixei, mas com grandes misericórdias te recolherei;

8     Com um pouco de ira escondi a minha face de ti por um momento; mas com benignidade eterna me compadecerei de ti, diz o SENHOR, o teu Redentor.
9     Porque isto será para mim como as águas de Noé; pois jurei que as águas de Noé não passariam mais sobre a terra; assim jurei que não me irarei mais contra ti, nem te repreenderei.

10     Porque os montes se retirarão, e os outeiros serão abalados; porém a minha benignidade não se apartará de ti, e a aliança da minha paz não mudará, diz o SENHOR que se compadece de ti.
11     Tu, oprimida, arrojada com a tormenta e desconsolada, eis que eu assentarei as tuas pedras com todo o ornamento, e te fundarei sobre as safiras.

12     E farei os teus vitrais de rubis, e as tuas portas de carbúnculos, e todos os teus termos de pedras aprazíveis.
13     E todos os teus filhos serão ensinados do SENHOR; e a paz de teus filhos será abundante.

14     Com justiça serás estabelecida; estarás longe da opressão, porque já não temerás; e também do terror, porque não chegará a ti.
15     Eis que seguramente poderão vir a juntar-se contra ti, mas não será por mim; quem se ajuntar contra ti cairá por causa de ti.

16     Eis que eu criei o ferreiro, que assopra as brasas no fogo, e que produz a ferramenta para a sua obra; também criei o assolador, para destruir.
17     Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR, e a sua justiça que de mim procede, diz o SENHOR.

……………………………….

ISAIAS 55

1      O vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.
2     Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e a vossa alma se deleite com a gordura.
3     Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança perpétua, dando-vos as firmes beneficências de Davi.
4     Eis que eu o dei por testemunha aos povos, como líder e governador dos povos.
5     Eis que chamarás a uma nação que não conheces, e uma nação que nunca te conheceu correrá para ti, por amor do SENHOR teu Deus, e do Santo de Israel; porque ele te glorificou.
6     Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.
7     Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.
8     Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR.
9     Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.
10     Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come,
11     Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.
12     Porque com alegria saireis, e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cântico diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas.
13     Em lugar do espinheiro crescerá a faia, e em lugar da sarça crescerá a murta; o que será para o SENHOR por nome, e por sinal eterno, que nunca se apagará.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s